Games & Sports

O que muda com o fim da panelinha entre EA e Porsche?

Marca de Stutgard vai dar na pinta em muitos dos próximos games de corrida

Autor: Marcelo Iglesias (contato@gamecoin.com.br)
Fotos: Divulgação

9/01/2017, 0:32:35

No ano de 2000, a Electronic Arts publicou um dos melhores episódios da série “Need For Speed“, em que só haviam modelos Porsche. “Need for Speed: Porsche Unleashed” era realmente um excelente game. O jogo contava com praticamente todos os modelos de rua da marca, modelos de competição, além de incontáveis versões do 911 e 356.

 

 

Nele era possível pilotar lendas das 24 Horas de Le Mans como 917 e 935 “Moby Dick“, assim como o furioso GT1. Era uma Sodoma e Gomorra da velocidade, reproduzida em pixels e vetores. Mas toda essa orgia porschista escondia um segredo cabeludo. Um contrato de exclusividade de uso dos modelos da Porsche com a EA.

Esse contrato exigia que sempre que um estúdio quisesse colocar um carro Porsche em um game, era necessário uma segunda autorização da Electronic Arts. Daí, os modelos Porsche praticamente ficaram restritos a “Need For Speed” e a games que a EA considerava que não atrapalharia seu negócio como “Race Driver Grid” e mais recentemente o medonho “The Crew“.

Uma das poucas franquias que recebem modelos Porsche é a “Forza Motorsport“, mas sempre como pacotes de expansão. Em “Forza 6“, o pacote chegou depois de seis meses da publicação do game. Com 20 modelos que vão desde o 550 Spyder ao 919 Hybrid, o DLC é conteúdo indispensável para quem é fã de games de corrida.

Porsche para todos

Mas tudo mudou no mundo dos games, pois o malfadado contrato se findou em dezembro e o que se espera é uma saraivada de Porsches pipocando em diversas franquias. Um dos primeiros games que confirmou a inclusão dos carros de Stuttugart em seu portfólio é “Project Cars 2“. O game da Slightly Mad Studios ainda está em fase de produção, mas o presidente do estúdio, Ian Bell, garantiu que não faltarão modelos da marca no game.

Ué, mas eu já vi Porsche no Project Cars?“, pode estar se perguntando o astuto leitor. A resposta é: É e não é!

Isso porque em “Project Cars“, assim como na série “Gran Turismo“, os produtores incluíram modelos RUF. A RUF é uma preparadora alemã especializada em Porsche, mas com status de fabricante devido ao nível de modificação. Na verdade, a empresa praticamente utliza apenas a parte estrutural dos Porsches como Boxter e 911, além de alguns compentes de conjunto mecânico e de suspensão.

E como a RUF é reconhecida como uma marca totalmente independente da Porsche, seus esportivos como o lendário “Yellow Bird” fazem parte da lista de bólidos de games como “Project Cars

Gran Turismo Sport

No entanto, em novembro de 2015, quando a Polyphony Digital apresentou o primeiro vídeo de “Gran Turismo Sport“, o que chamou atenção de todo mundo foi a cena que mostrava a imagem real de um Porsche 917K, número 19, pilotado por Richard Attwood e Herbert Müller e segundo colocado nas 24 Horas de Le Mans de 1971.

A imagem que cena aos 40 segundos do vídeo provocou uma verdadeira avalanche de especulações na Internet. Fãs ficaram eufóricos pois era um sinal de que finalmente os Porsches poderiam ter sua merecida estreia em “Gran Turismo“.

Por hora não há nenhuma confirmação se “Gran Turismo Sport” receberá modelos Porsche ou até mesmo se “Gran Turismo 6” (PS3), que ainda é o título atual da série, receberia um pacote de expansão com modelos da marca. Bom, mas a verdade é que agora acabou a desculpa e se “GT Sport” não tiver um Porsche sequer, é prova que a obra de Kazunori Yamauchi – criador da série Gran Turismo – foi superada.

COMENTÁRIOS