Fórmula 1

Fórmula 1 – Larry, Curly e Moe se encontram em Cingapura

Favoritos do GP de Cingapura, Vettel, Raikkonen e Verstappen promovem uma "sessão pastelão" na largada e dão a vitória de graça para Hamilton

Autor: Daniel Dias (www.diasaovolante.com)
Fotos: Divulgação

Fórmula 1 - Os três patetas
18/09/2017, 23:26:37

Os impagáveis Moe, Larry e Curly, irmãos obtusos e protagonistas do humor mais simples e direto da história do cinema, ganharam fama planetária como Os Três Patetas. O que eles fizeram foi de uma competência absoluta, tanto que ainda arrebanham novos seguidores, até entre as crianças de hoje. Vestidos de macacão, luvas, sapatilhas e capacete, três pilotos da Fórmula 1 fizeram de tudo no GP de Cingapura, no último domingo, para reencarnar o “trio mais biruta da tela” – como anunciava a versão brasileira do seriado norte-americano.

Sebastian Vettel, Kimi Raikkonen, ambos da Ferrari, e Max Verstappen, da Red Bull, só não conseguiram os papéis de Moe, Larry e Curly porque o que fizeram na pista do circuito urbano de Marina Bay não teve graça nenhuma. Mas foi patético! O resultado da lambança feita em apenas 200 metros de pista pelos três deu a vitória de presente para quem tinha poucas chances na pista de Cingapura, o rival de Vettel na briga pelo título da temporada, Lewis Hamilton, da Mercedes.

Com o piloto da Flecha de Prata enfiado na quinta posição, tendo as duplas de Ferrari e Red Bull a sua frente no grid, as cinco luzes vermelhas foram apagadas, autorizando a largada da 14ª etapa do Mundial de Fórmula 1. Vettel, o pole position, partiu na frente, decidido. No entanto, o tetracampeão resolver ter uma ideia: “por que não fechar o Max?” Não tinha a menor necessidade, pois Raikkonen inclusive já estava passando o holandês.

Na fechada de Vettel, Verstappen não aliviou o pé e ficou literalmente sem espaço para prosseguir em linha reta. Entretanto, foi precisamente isso que o piloto da Red Bull fez: continuou acelerando. Como a velha física ensina, “dois corpos não ocupam o mesmo espaço”, Verstappen bateu na roda traseira direita de Raikkonen, provocando o pêndulo na Ferrari de número 7.

Com o choque, o carro do finlandês foi arremessado contra o de seu companheiro, aquele que deveria estar largando ali para vencer a prova e ultrapassar Hamilton na liderança do campeonato. Apesar do choque, Vettel foi adiante, fazendo a primeira curva em primeiro, à frente de quem? Lewis Hamilton.

Mesmo seguindo depois da trapalhada tripla da largada, Vettel já tinha seu destino na corrida traçado. A batida de Raikkonen danificou a dirigibilidade do carro do alemão em definitivo. Após a primeira curva, a Ferrari rodou na reta seguinte, bateu no muro e o tetracampeão ficou por ali mesmo. Como ficaram “abraçados” os outros dois patetas mais atrás na pista.

 

Fórmula 1 - Os 3 patetas Vettel, Raikkonen e Verstappen

Fórmula 1 – Os 3 patetas Vettel, Raikkonen e Verstappen

 

No momento da lambança da largada, apenas um espectador daquela sessão pastelão, sentado na “poltrona” do carro de número 44 da Mercedes, achou graça. Vendo se desenrolar aquele tango de péssima qualidade a sua frente, com cada dançarino dando o passo mais desengonçado possível, Hamilton deve ter morrido de rir, como todos os fãs fizeram nas maravilhosas e ingênuas cenas proporcionadas por Moe, Larry e Curly.

Para comprovar que aquilo visto na pista de Cingapura era um ensaio-teste para novos integrantes de Os Três Patetas, as entrevistas dos envolvidos, ainda durante a corrida de domingo, foi o “grand finale”. Basicamente, Vettel, Raikkonen e Verstappen disseram: “não sei o que aconteceu”. Como assim?

A “sessão de bom humor e gargalhada”, também da versão brasileira do seriado dos legítimos patetas, vista domingo por milhões de telespectadores que desejavam assistir a uma corrida, não aquilo, poderia ter outro título: “Como se Perde um Campeonato em Menos de Cinco Segundos“.

Só faltou um dos três de domingo dizer:

– “Moe, vamos pegar umas pequenas, já que a gente tá fora da corrida?

Entre Os Três Patetas e “os três patéticos“, o GP de Cingapura de 2017 conquistou seu lugar na História de Fórmula 1!

Confira a página de “Dias ao Volante.Carros” no Facebook
Em www.facebook.com/DiasaoVolante.Carros

COMENTÁRIOS